VII Coloquio Internacional “Teoría Crítica y Marxismo Occidental” Marxismo y violencia

 

VII Coloquio Internacional
“Teoría Crítica y Marxismo Occidental”
Marxismo y violencia
 
Realizado en Buenos Aires
del 4 al 6 de agosto de 2014
 
 
 
Indice de ponencias
 
Sobre aquilo que não se pode falar: a poesia depois de Auschwitz em Theodor W. Adorno
Wesley Carlos de Abreu
 
Para una ética de la resistencia ambiental. El reconocimiento de los contextos y los usos de la violencia emancipatoria en los conflictos por la implementación de mega proyectos
Jorge A. Acosta Calderón
 
“O inumano é tão humano quanto o humano”: a questão da violência a partir do pensamento marxiano
Ana Selva Albinati
 
Violencia y lo inaudito en  “El terremoto en chile” (1807) y “Los esponsales de santo domingo” (1811), de Heinrich von Kleist
Silvina I. Alippe
 
Em Defesa da Doença: Primo Levi e Luiz Alberto Mendes enquanto vozes da Morte
João Gabriel Almeida
 
Flusser, imagem técnica e arte na pós-história
Valéria Ramos de Amorim
 
O Trabalho como centro das discussões da teoria marxiana
Larissa Dulce
 
Estética marxista: reverberações da arte no campo da formação humana
Adéle Cristina Braga Araujo
Ruth Maria de Paula Gonçalves
José Deribaldo Gomes dos Santos
 
Sociabilidade burguesa, consciência de classe e luta de classes: desafios do cenário contemporâneo
Lívia Neves Ávila
 
Por una educación emancipadora, más allá de las determinaciones alienantes, deshumanizadoras y destructivas del capital, en sintonía con la perspectiva ontológica de la tesis de Marx, Lukács y Mészáros
Celeste Deográcias de Souza
Daniel Handan Triginelli
Hormindo Pereira de Souza Junior
 
A violência contra mulheres no Brasil: observações psicanalíticas a partir do estudo do Ipea entre maio e junho de 2013
Thiago Ferreira de Borges
 
Notas sobre a produção da riqueza e da violência na “periferia do capitalismo”
Henrique Pereira Braga
Maria Caroline Marmerolli Tresoldi
 
Um esboço sobre a natureza do conhecimento geométrico
William Casagrande Candiotto
Patricia Laura Torriglia
Ademir Damazio
 
Para a crítica da violência no Brasil atual: as “Jornadas de Junho” e seus desdobramentos à luz de Walter Benjamin
Adriano Costa Cardoso
Pedro Henrique Magalhães Queiroz
 
Inflexiones de la violencia y escritura feminina en Natalia Ginzburg: las huellas del silencio en Caro Michele
María Belén Castano
 
Sobre la utilidad y los inconvenientes de una mitología revolucionaria.
Violencia y mito en Sorel y Benjamin
María Castel 
 
Violencia sin sublime: el rechazo de la tragedia en la Teoría del cine de Siegfried Kracauer
Danielle Corpas
 
Anotações sobre o problema da relação entre alienação, objetivação e arte como autoconsciência histórica da humanidade
Ana Laura dos Reis Corrêa
 
Trabalho como princípio educativo na política de integração da educação básica com a educação profissional na modalidade de educação de jovens e adultos
Ramiro Marinho Costa
Patrícia Laura Torriglia
 
Identidades Entre Violência e Capital
Ivan Cotrim
 
Violência política e formas particulares de objetivação do capitalismo
Lívia Cotrim
 
Violência e formação da classe trabalhadora em O capital: limites da imputação a Marx de uma “concepção restrita” do Estado
Elcemir Paço Cunha
 
Ideologia e emancipação: Impasses éticos
Lucyane De Moraes
 
A dialética violenta do esclarecimento – notas a partir de Adorno & Horkheimer
Jessica Di Chiara
 
Acerca de Una Modesta Proposición… de Jonathan Swift
Agustina Fracchia 
 
Terrorismo de Estado e literatura durante a ditadura militar brasileira.
Renato Franco
 
Império do capital no Brasil contemporâneo: panorama das grandes corporações capitalistas em atividade no país
Marlon Garcia da Silva
 
Megaproyectos, depredación capitalista y formación de un sujeto antagónico
M. Edelmira García Martínez
 
Nota sobre la novela de guerra alemana: Ernst Jünger, Ludwig Renn y Siegfried Kracauer
Francisco García Chicote
 
Mariátegui, Sorel y los rastros de una polémica revolucionaria
Juan Ignacio Garrido
 
La tensión entre las condiciones subjetivas y objetivas para el cambio social. Notas sobre Herbert Marcuse
Juan David Gómez Osorio
 
A violência e a metáfora do parto
Mônica Hallak
 
Violência intrafamiliar: expressão do estranhamento humano.
Lélica Elis Pereira de Lacerda
 
Em nome da redenção? Sobre a violência revolucionária em Walter Benjamin
Fernando Araújo Del Lama
 
A dialética do trabalho: apontamentos sobre a teoria marxista do valor.
Ricardo Lara
 
Entre a ruína e o riso: as representações da violência na estética tropicalista
Carlos Augusto Bonifácio Leite
 
Assédio moral no trabalho: uma revisão da produção bibliográfica brasileira na base Scielo
Rita de Cássia R. Louzada 
 
En torno a dos concepciones de la historia en el pensamiento de Marx
Facundo Nahuel Martín
 
O ser jovem e os desafios e as perspectivas ao longo dos tempos na relação entre o trabalho e a educação
Juliana Aparecida Cruz Martins
 
A revolução sem violência: a desobediência civil e outras formas pacíficas de contestação da legitimidade estatal
Pryscilla Gomes Matias
Andityas Soares de Moura Costa Matos
 
O ponto de saturação da ordem do capital: a violência contra o ser social.
André Mayer
 
Pressupostos da teoria da reificação nas pesquisas qualitativas educacionais
Elvis Francis Furquim de Melo
 
Lógica y Violencia. El pathos de la conciencia desgraciada.
Agustín Mendez
 
A tragédia histórica e o progresso contraditório como elementos formais da crítica lukacsiana
Hermenegildo Bastos
 
Muito além dos 90 minutos": torcidas organizadas e violência no município de Natal/RN
Jéssica de Morais Costa
Luana Isabelle Cabral dos Santos
 
Política, humanismo e estética da violência entre a Dialética Negativa de Adorno e a Dialética Positiva de Marx
Ana Monique Moura
 
Experiência, temporalidades e violências nos deslocamentos urbanos de trabalhadores em Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Cláudio Márcio Oliveira
 
A desartificação da arte (Entkunstung der Kunst) como violência das projeções institucionalizadas
Lia Freitas Oliveira
 
Crítica do capitalismo na poética de Pier Paolo Pasolini
Alexandre Pilati
 
Bandidos y (no) violencia en la narrativa alemana breve de tema criminal de la Ilustración tardía (F. Schiller y A. G. Meißner)
Carola Pivetta
 
Autonomização artística e determinação social da literatura: um estudo das categorias essenciais da crítica literária em Lukács
Daniele dos Santos Rosa
 
Transição Democrática Conservadora. Condições de Vida, Violência e Políticas de Saúde. (1946-1950).
Ricardo Augusto Dos Santos
 
Ocupação suburbana: condição socioeconômica e espaço natural
Jeferson Gomes dos Santos
 
Violencia(s) de la igualdad, violencia(s) de la diferencia: herencias del postestructuralismo y el marxismo crítico para una política radical
Oriana Seccia
 
O anarquismo brasileiro e uruguaio frente a polêmica da Revolução Cubana
Rafael Viana da Silva
 
Artistas latinoamericanos en Paris: Julio Le Parc y Gontran Guanaes Netto
Leandro Candido de Souza
 
Um monólogo que finge polifonia: o banditismo é uma questão de classe?
Paulo Henrique Vieira de Souza
 
Crítica da violência ou crítica do poder?  a propósito de um ensaio de Walter Benjamin
Ester Vaisman
 
La difícil relación entre violencia y resistencia
Lelio Valdez
 
Subjetividade e objetividade em Lukács – apontamentos
Fabiano Vale
 
Todos nuestros Tíos Tom: La figura del esclavo en Argentina y en Brasil a fines del siglo XIX
Solange Victory
 
Subdesenvolvimento e a precarização das condições de trabalho
Alane Gonçalves Vieira
 
Backhaus e Postone: uma leitura do valor a partir dos Grundrisse
Zaira Vieira
 
Alongar as fronteiras da existência: o desenvolvimento desigual na arte e na literatura e sua relação com a formação humana
Soraya Reginato da Vitória
Patricia Laura Torriglia
 
La literatura y el cine: Ráskolnikov y su hacha, herramienta de justicia.
Rafael Morato Zanatto